[RP] JUST A CREEPING FEELING IN THE NIGHT

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP] JUST A CREEPING FEELING IN THE NIGHT

Mensagem por Desiree K. Deveraux em Seg Jan 22, 2018 2:35 am


Estar sozinha não era seu forte, não era de sua natureza desejar a solidão, principalmente nas noites de sexta feira, seu forte era estar rodeada de amigos e familiares, de estar junto com todos enquanto se divertia ou apenas deixava-ser ser entretida pelas fadas ou vampiros ou qualquer outra espécie que se encantasse primeiro por seus olhos inocentes e pelo sorriso que merecia proteção, ou então estaria completamente fora do ar, sufocada dentro de si mesma enquanto a irmã gêmea tomava seu corpo e fazia o que bem entendia com ele, ela não tinha memórias das coisas que Haydeé aprontava, mas já havia perdido as contas das manhãs que acordara cheia de sangue em meio a corpos que não saberia dizer de onde vieram. Ela não gostava disso. Não gostava das manhãs e nem das noites que Haydeé a forçava viver. E normalmente ela vinha quando Desi estava sozinha, como agora, ela estava sozinha e sentindo o sufocante pesar da Haydeé estreitar-se sobre si.

O silêncio no quarto era quase sufocante, Desireé não gostava disso, não gostava também de ser deixada sozinha, ainda mais em noites como aquela, aonde o brilho da lua era quase cegante e o céu se tornava um grande fundo negro com apenas uma luz central, ela odiava muitas coisas sobre noites como aquela, mas de todas as coisas o que mais odiava era ser deixada com seus próprios pensamentos, com seus próprios demônios. Era irônico pensar em seus próprios demônios quando ela mesma tinha a alma atrelada ao fogo infernal, quando o demônio dentro dela não era tão poderoso quanto aquele que ela emprestava sua face. Ainda sim, não podia parar de pensar que não gostava de estar sozinha com seus pensamentos, eles eram escuros, incomuns de sua personalidade radiante e gentil. Um suspiro pesado foi dado enquanto se levantava da cama, estava prestes a se retirar do quarto e ir atrás de algo para fazer quando a porta foi aberta a fazendo gritar de susto jogando o que tinha na mão no invasor, que ao fim das contas acabou sendo seu colega de quarto, o que a fez levar as mãos a boca e arregalar os olhos se aproximando de forma rápida. ❛❛ Eu te machuquei?! Eu sinto muito, achei que era um ladrão ou um assassino ou pior, um professor! ❜❜

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] JUST A CREEPING FEELING IN THE NIGHT

Mensagem por Tuomas Vuorinen em Seg Jan 22, 2018 3:06 am

Já não tinha uma folga no trabalho já não sabia a quanto tempo, ainda mais em uma sexta feira a noite que era sempre um dos dias de maior movimento, mas ao que parecia o evento da noite incluía outro DJ, e esse não era ele. É, talvez estivesse com um pouco de inveja e raiva por ter sido substituído sem aviso prévio, mas não iria deixar que isso estragasse sua noite com pensamentos idiotas, afinal era folga, era pra ser algo excelente, não é? Estava decidido que fosse.

Abriu a porta do quarto rapidamente, entrando no aposento de uma vez, recepcionado por algum objeto meio duro e que parecia pontudo, direto na coxa, logo percebendo que era a quina de uma caixinha de madeira. Sentiu uma dor meio aguda no local por um momento, gemendo levemente de dor, levando a mão até a região para massagear - Aai... - disse, logo vendo Desiree parecendo bastante preocupada e logo soltando uma frase que lhe arrancou uma gostosa risada.

- Um professor seria o pior? - perguntou - Adoro suas prioridades - continuou, logo se recuperando como se não fosse nada - Aliás, eu achei que hoje era a sexta - olhou o relógio - O que ta fazendo em casa?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] JUST A CREEPING FEELING IN THE NIGHT

Mensagem por Desiree K. Deveraux em Seg Jan 22, 2018 3:31 am


Não era sua intenção machucar o outro, não mesmo, talvez se fosse um ladrão ela continuaria a jogar coisas até que fosse embora, mas não era sua intenção machucar Toumas ou assustá-lo de alguma forma, por isso se aproximou com rapidez tocando a coxa alheia com preocupação, o local sendo massageado, os joelhos foram dobrados e tocaram o chão, os olhos foram levantados para Toumas com um pedido de desculpas silencioso.  ❛❛ Eu sinto muito, eu sinto muito mesmo! Eu não queria te machucar, mas é que você me assustou. ❜❜ Deu de ombros com arrependimento ainda presente antes que mordesse o lábio, os cílios pintados de preto batendo uns contra os outros.  ❛❛ Você chegou cedo. Está tudo bem? ❜❜ A cabeça foi levemente tombada para o lado enquanto encarava curiosamente o colega de quarto.

❛❛ Professores são anjos e anjos são malvado nessa escola! Achei que soubesse disso. ❜❜ Disse com uma exasperação quase exagerada. As mãos foram tiradas da coxa alheia e pousadas em seu colo permanecendo parada sentada em seus calcanhares encarando-o sem realmente entender a confusão do outro sobre os dias. ❛❛ Hoje é sexta, ou pelo menos era da última vez que chequei...Eu estou em casa porque há um toque de recolher e eu estou presa aqui...Vai sair? Poderia me fazer companhia? ❜❜ Seu rosto se iluminou em um sorriso amplo enquanto juntava as mãos como em prece o olhando como um pedido de um filhote de cachorro que pede carinho.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] JUST A CREEPING FEELING IN THE NIGHT

Mensagem por Tuomas Vuorinen em Seg Jan 22, 2018 4:00 am

A reação da garota causou-lhe um misto de surpresa e logo em seguida certa vergonha, que o fazia sentir as bochechas um pouco mais quentes que o normal. Não era algo que estivesse acostumado a sentir, não era exatamente o tipo de pessoa que sentia-se envergonhado por qualquer motivo, porém não era a primeira vez que sua colega de quarto lhe fazia sentir-se... Estranho. Ela era realmente uma garota que de forma alguma deixaria de ser notada em qualquer lugar que estivesse. Seu rosto completamente perfeito, seu corpo cheio de curvas que deixava inveja em qualquer garota e seu jeito meigo e inocente deixaria qualquer um afetado por ela, e bem, tê-a ajoelhada em sua frente e tocando sua coxa causava sensações um tanto peculiares. Gaguejou um pouco quando a respondeu em seguida.

- Ahm...T-ta tudo bem, relaxa, Desi - se apressou - Eu sei que não foi a intenção. - disse, com um sorriso meio nervoso, coçando a nuca por um momento antes de ouvir sua pergunta, novamente voltando um pouco ao seu normal, um pouco mais extrovertido mas um pouco preocupado com a garota. Eram colegas de quarto já a bastante tempo para saber que ela era bastante... Peculiar. E naquele momento parecia bastante preocupada com o que quer que fosse.

- Ah, arranjaram alguém melhor que eu para hoje, ao que parece, algum famosinho aí... - respondeu, com um suspiro meio desapontado - Mas ta tudo bem, não tem problema, ganhei uma folga então acho que saí no lucro. - disse, sorrindo.

Normalmente conseguia ignorar o fato de ela estar quase sempre seminua, com suas lingeries provocantes, sabia que por mais que fossem assim, ela não tinha malícia no que usava ou no que fazia, havia se acostumado com aquilo, mas naquela situação, não conseguiu não desviar o olhar por um momento - Ah é verdade, eu esqueço dos detalhes as vezes, acho que tava meio avuado - respondeu, logo ouvindo-a novamente e seu pedido, voltando a olhar em seus olhos, seu rosto, e não entendia como alguém poderia negar algo para ela - Ahm... - disse, abrindo um sorriso travesso de sempre para ela - Claro, eu estava realmente pensando nisso, você salvou minha noite. - respondeu, se jogando na cama-ninho - Então, o que faremos? - disse, com o braço cotovelo escorado no chão, mantendo o braço de pé e a cabeça apoiada na mão, deitado meio de lado e olhando para ela.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] JUST A CREEPING FEELING IN THE NIGHT

Mensagem por Desiree K. Deveraux em Seg Jan 22, 2018 4:28 am


Vê-lo corar trouxera mais confusão ainda ao rosto de Desireé, não tinha certeza se tinha feito algo que o deixara desconfortável, mas tinha quase certeza que se fizesse Tom confiaria nela o bastante para compartilhar seus pensamentos, ou talvez não confiasse, Desi não sabia se Haydeé já tivera algum contato com o colega, esperava no fundo de seu coração que não, afinal parecia que toda relação que a irmã tinha era pautada em sexo, não importava o gênero ou raça do parceiro, ou em sangue, de preferência o sangue alheio espalhado pelo chão branco enquanto ela dançava sob as estrelas e todas essas coisas que como um demônio Desireé conseguia entender, mas como alguém que tinha aprendido empatia o suficiente pelos humanos achava grotesco. As mãos foram encaradas por um segundo, perdendo-se no redemoinho de pensamentos que noites como aquela traziam, mas logo balançou a cabeça voltando a sorrir da mesma forma doce de sempre.

Seus dedos brincaram com o laço do robe de seda e Desireé levantou girando no próprio eixo antes de balançar a cabeça de forma negativa.  ❛❛ Aposto que não é melhor que você, eu fui a muitas festas em que tocou e eu achei maravilhoso, sua playlist é muito boa e a batida é maravilhosa! Quem é que colocaram para tocar? ❜❜ A magoava e irritava que alguém pudesse ter escolhido outra pessoa para tocar que não fosse o colega, achava que ele realmente era um bom DJ e todas as festas que havia participado em que ele tocava só conseguia dançar sem parar ao ritmo de suas mixagens, até mesmo a Haydeé parecia se divertir quando o outro tocava em alguma festa. A demônio suspirou sorrindo levemente, gostava da ideia do outro ter pelo menos uma noite de folga, achava que era exploração demais trabalhar quase todo fim de semana sem pausa e sempre estava dizendo a ele que este parecia tenso e oferecendo massagens, ainda que por algum motivo ele parecesse esquivar destas quase sempre. ❛❛ Que bom que ganhou a noite de folga, assim finalmente pode descansar ou colocar suas séries em dia! ❜❜ As mãos foram juntadas em pequenas palmas enquanto dava um pulinho fazendo os cabelos e os seios pularem junto de seu corpo.

A cena poderia parecer estranha aos olhos desacostumados, Desireé tinha o corpo de uma adulta, a mente de uma, mas suas ações traziam uma inocência de alguém que simplesmente não havia perdido a fé no mundo. Ela não tinha, de fato, por mais que conhecesse o mundo e continuasse a saber tudo que todos os demônios soubessem e tudo que humanos de sua idade sabiam, e fazer o que humanos de sua idade faziam não conseguia parar de ser uma bolha rosa de ingenuidade e inocência, era parte do acordo de manter a irmã viva. Uma alma levaria o bem de ambas e a outra o horror das duas, era um milagre que Desireé fosse a que mais se manifestava com a personalidade que tinha. ❛❛ Pelo menos salvei algo, eu gosto de salvar as coisas! ❜❜ Como fadas que acabavam perdidas nos domínios infernais e outras criaturas que conseguia tirar das garras da irmã. Ela gostava. ❛❛ Faremos o que quiser! Afinal, a folga é sua. ❜❜ O robe de seda foi retirado, afinal a incomodava deitar com ele e antes mesmo que qualquer protesto pudesse ser feito - não que achasse que ele faria algum - Desireé se juntou a Toumas na cama-ninho se ajeitando para aproveitar do calor alheio. ❛❛ Podemos ver um filme ou jogar algo...Você disse que ia me ensinar a jogar aquele joguinho que sempre fica até madrugada... ❜❜

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] JUST A CREEPING FEELING IN THE NIGHT

Mensagem por Tuomas Vuorinen em Seg Jan 22, 2018 5:30 am

Abriu um sorriso ao ouvir o comentário dela sobre seu desempenho como DJ, gostava de ouvir o feedback das pessoas a quem tentava animar, afinal não encarava aquilo só como um emprego, fazia o que gostava de verdade, e saber que era bom no que fazia sempre animava seu dia, ainda mais quando eram palavras tão entusiasmadas e verdadeiras quanto as de Desi. Na verdade por mais que a garota fosse um demônio, era muito mais fácil que qualquer um acreditasse que fosse exatamente seu oposto. Suas palavras eram sempre doces, sempre dava o melhor que tinha a oferecer para quase qualquer pessoa e irradiava de alegria e inocência. Será que era errado as vezes  se pegar pensando em algo a mais com a garota?

- Ah, um tal de Meliodas, não conheço muito bem mas parece que anda bem popular. -respondeu calmamente, dando de ombros, se importando cada vez menos com aquilo, talvez começando a pensar que tivesse sido algo até bom.

Riu com a resposta da garota àquilo tudo, observando-a bater palmas e dar um pulinho alegre como já estava acostumado quando ela recebia notícias alegres, assentindo em resposta - Isso, acho que eu estava precisando disso. - disse sorrindo animado para ela - Você sempre me salva, Desi - disse, piscando para ela.

Ao vê-la tirar seu robe de seda e rapidamente, antes que ele pudesse reagir, se juntar ao garoto na cama, seu coração pareceu dar um mortal para trás. Veja bem, por mais extrovertido e acostumado que fosse com sua colega de quarto, tem certas coisas que não se pode simplesmente ignorar. Sentia-se um tanto envergonhado com a situação e, principalmente, com os próprios pensamentos que tinha no momento. Sabia o quanto a garota era inocente, sabia que ela não tinha sequer a menor das segundas intenções, e mesmo assim não conseguia se conter. Ah, qual é...Não pode ser tão errado assim.

"Calma homem, respira, ela só está sendo legal... EU SEI! MAS ELA TA DE LINGERIE, COLADA EM MIM! Mas ela nem sabe bem o que ta fazendo... CARA, TU NÃO TA ENTENDENDO, EU TO SENTINDO TIPO...TUDO!"

Essa era mais ou menos a discussão que se passava na cabeça de Tuomas que só tentava agir normalmente. Nunca tinha sido tão difícil assim ficar na presença dela, mas por mais que fosse difícil, não queria parar.

- Guitar Hero? - perguntou - Espera, você acorda quando eu to jogando? Desculpe, eu não queria atrapalhar seu sono - disse, meio culpado por um momento, mas logo sorrindo novamente - Ótima ideia!

Se esticou para fora do ninho por um momento e ligou a televisão pelo controle, logo pegando o controle do videogame que ficava no criado-mudo logo ao lado, clicando no botão de ligar o console e esperando. A televisão ficava presa no teto, o que sempre achou a melhor ideia que já teve te-la colocado ali. Colocou o jogo e escolheu uma das músicas iniciais para ela, da banda Kiss, Rock and Roll All Night. Colocou a dificuldade fácil e lhe deu o controle para que segurasse. Ainda estava tentando se acostumar com aquela situação e agir o mais naturalmente possível.

- Bem, basicamente, só tem que apertar os botões na hora que a nota estiver passando, vou te mostrar - disse, passando o braço esquerdo por trás do pescoço de Desi, apoiando-a enquanto ajeitava a mão a mão sobre a dela, enquanto a direita fazia o mesmo, a ajudando a posicionar cada dedo no lugar certo enquanto a música começava e pressionava os dedos dela gentilmente sobre os botões, a observando entre as notas mais longas para ver o que achava.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] JUST A CREEPING FEELING IN THE NIGHT

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum